Sites Grátis no Comunidades.net

Fique por dentro!


www.g1.com.br

A Lua hoje:

Hemisferio Norte:

CURRENT MOON


Hemisferio Sul:

CURRENT MOON

Artigos Interessantes:

Na tentativa louca de tentar dominar a natureza, o homem também se destrói.

O pum da vaca e o aquecimento global.

Musica eletronica e tecnologia: reconfigurando a discotecagem

Porquê temos esse vício de só falar mal do nosso Brasil?

Guerra no Iraque consome US$ 2 bilhões por semana

Arquitetura e Poder

Fale Comigo:

Por email

Meu livro de visitas


Total de visitas: 54426

Reciclagem

AJUDE A CUIDAR DO MUNDO!

Seja um ecologista "de coração", um verdadeiro "amante" da natureza, que se preocupa com o que está acontecendo no meio ambiente pelo meio ambiente, não apenas por si mesmo e pela sua sobrevivência.






Da utilização pelo homem dos recursos naturais sobram resíduos sólidos, líquidos e gasosos. Quanto maior o desenvolvimento do país, maior a utilização dos recursos naturais e consequente maior a quantidade de resíduos sólidos.

Só em Nova York são produzidos diariamente em média 28,5 mil toneladas de lixo. Em São Paulo são 14 mil toneladas/dia.

No Brasil, cerca de 38% do papel, 36% do vidro e 62% do alumínio gerados são reciclados.

Ajude a aumentar estas estatísticas separando materiais recicláveis para coleta ou encaminhando-os a centros de reciclagem.

Ou você prefere isto?





Definiçao


Estes resíduos sólidos ou lixo podem ser definidos como “o conjunto dos produtos não aproveitados das atividades humanas”.
Segundo sua origem e perigo, os resíduos sólidos podem ser classificados em:

RESÍDUOS URBANOS – são os gerados nas residências, comércio ou em outras atividades urbanas, como por exemplo: vidros, latas, papéis, papelões, restos de alimento, folhas, galhos.
RESÍDUOS ESPECIAIS – são os gerados principalmente pelas indústrias, hospitais, ambulatórios, clínicas, farmácias. Exemplo: agulhas, seringas, luvas cirúrgicas, catéteres, ampolas de medicamentos, curativos infectados.

ORGÂNICO – o que já foi algum dia organismo vivo. São os biodegradáveis, pois ante sua consistência e origem, a própria natureza o consumirá. Exemplo: papel, restos de comida.
INORGÂNICO – são os que a natureza não consegue absorver. Exemplo: vidro, plástico.


Produtos recicláveis


Alumínio: latas de bebidas e embalagens em geral
Metal: latas de alimentos
Papel: caixas, cartazes, folhas de caderno, embalagem longa vida, jornais, revistas, papel de fax
Plástico: garrafas de refrigerantes, frascos de amaciantes, baldes, copos descartáveis, potes para iogurte, embalagens de massa e biscoito, copos de água mineral
Vidro: garrafas de bebidas, frascos de cosméticos, potes de conservas


Produtos não recicláveis


Metal: clips, grampos
Papel: papel carbono, fita crepe, etiquetas adesivas, papéis plastificados, fotografias
Plástico: tomadas, embalagem de biscoitos
Vidros: espelhos, lâmpadas


Produção de lixo domiciliar por país (kg/dia)


Estados Unidos: 3,2
Itália: 1,5
Holanda: 1,3
Japão: 1,1
Brasil: 1
Grécia: 0,8
Portugal: 0,6

No Brasil, são produzidas diariamente 241.000 toneladas de lixo de todos os tipos. 76% vão para os lixões, que são fontes de graves riscos sanitários e ambientais.


A decomposição dos resíduos:


Na terra:

Chiclete - 5 anos
Restos orgânicos - 2 a 12 meses
Lata de aço - 10 anos
Vidro - mais de 10.000 anos
Plástico - mais de 100 anos
Madeira - 6 meses
Papel - 3 meses a vários anos
Cigarro - 3 meses a vários anos
Filtros de cigarros e cinzas - 1 a 2 anos
Tampinhas de garrafa - 100 a 500 anos
Pilhas - 100 a 500 anos
Lata de alumínio - mais de 100 anos


No oceano:

Papel Toalha: 2 a 4 semanas;
Caixa de Papelão: 2 meses;
Palito de Fósforo: 6 meses;
Restos de Frutas: 1 ano;
Jornal: 6 meses;
Fralda Descartável: 450 anos;
Fralda Descartável Biodegradável: 1 ano;
Lata de Aço: 10 anos;
Lata de Alumínio: não se corrói;
Bituca de Cigarro: 2 anos;
Copo Plástico: 50 anos;
Garrafa Plástica: 400 anos;
Camisinha: 300 anos;
Pedaço de Madeira Pintada: 13 anos;
Bóia de Isopor: 80 anos;
Linha de Nylon: 650 anos;
Vidro: tempo indeterminado;
Lixo radioativo: 250 anos ou mais.


textoalternativo

A reciclagem de uma pilha de 91 cm de jornais pode salvar uma árvore.

O papel reciclado precisa de 60% menos energia e água para ser fabricado do que o papel novo.

Papel de correspondência inútil e jornais podem ser reutilizados como enchimento de embalagem.

Papel impresso desnecessário pode ser cortado e grampeado para fazer blocos de anotações.

Jornais podem ser reutilizados como papel para embalar presentes.

Caixas de lenços de papel podem servir para guardar sacos plásticos de maneira fácil e prática.

*Recicle!:Bijuterias em papel
*Recicle!: Sacolas para presentes a partir de caixa de leite


textoalternativo

Sacolas plásticas podem ser reutilizadas para forrar lixeiras ou como enchimento de embalagens.

Garrafas de plástico recicladas podem ser transformadas em tapetes, casacos, cercas e muitas outras coisas.

Caixas de filme fotográfico podem ser reutilizadas para armazenar agulhas, parafusos, botões e alfinetes.

*Recicle!:Cadeira em Garrafa de Refrigerantes
*Recicle!: Porta-guardanapos de Garrafa de Refrigerantes
*Recicle!: Bonecos a partir de embalagens de iogurte

textoalternativo

Com um quilo de vidro se faz outro quilo de vidro, com perda zero e sem poluição para o meio ambiente. Além da vantagem do reaproveitamento de 100% do caco, a reciclagem permite poupar matérias primas naturais, como areia, barrilha, calcário.

Garrafas de vidro recicladas podem ser transformadas em estradas, azulejos ou até mesmo em pranchas de surfe.


textoalternativo

Latas recicladas podem ser transformadas em aviões, aparelhos domésticos, mobília e muitas outras coisas.

Não há limites para o número de vezes que o alumínio pode ser reciclado. Você pode fazer um lindo chapéu com papel alumínio usado.


textoalternativo

As solas de sapato de borracha podem ser recicladas para fazer quadras de basquete e campos de futebol.





Oleo de Cozinha






O que fazer com o óleo usado? Você sabe onde jogar o óleo das frituras em casa?

Mesmo que não façamos muitas frituras, quando o fazemos, jogamos o óleo na pia ou fundo do quintal?

E R R A D O !!!
Este é um dos maiores ERROS que podemos cometer!

1 LITRO de ÓLEO, CONTAMINA CERCA de 1 000 000 (1 MILHÃO) de LITROS de ÁGUA, o equivalente ao consumo de uma pessoa no período de 14 ANOS !!!!

Mas porque fazemos isto? Porque infelizmente NINGUÉM nos diz como devemos fazer, ou não nos informamos.

O melhor que podemos fazer é colocar os óleos utilizados numa daquelas garrafas de plástico de refrigerantes, fechá-las e colocá-las no lixo normal (ORGÂNICO)

Uma outra opçao, é a reciclagem, que voce pode fazer na sua propria casa!

Leia a receita abaixo!

*Recicle!:Sabão é alternativa de reaproveitamento do óleo de cozinha; veja a receita

Fonte: Jornal do Meio Ambiente

A Ultima Arca de Noe- Projetos de Programa Ambiental

Cinco elementos - A Raiz de uma nova consciencia




Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net